Pedidos e Reservas

O Livreiro Vitalivros está situado na Rua de S. José, 54 – R/C – Loja I 4900-308 Viana do Castelo. Possuímos um largo acervo de Literatura, História e Arte. Contactos para reservas para o email vitalivros@gmail.com, ou para o tel. 964785911

domingo, 23 de abril de 2017

Os Melhores Contos do Marquês de Sade

Os Melhores Contos do Marquês de Sade, selecção e apresentação de João Costa,



Arcádia, 1970, 252 pp., br.;
Preço: € 12,00

VELLOSO (J. M. DE QUEIROZ) – D. FRANCISCA DE ARAGÃO.- CONDESSA DE MAYALDE E DE FICALHO.

VELLOSO (J. M. DE QUEIROZ) – D. FRANCISCA DE ARAGÃO.- CONDESSA DE MAYALDE E DE FICALHO. Uma alta figura feminina de Portugal e de Espanha nos Séculos XVI e XVII.




Barcelos, Portucalense Editora Lda, 1931- In. 4º, 190 pp., Br. Estudos Históricos 1ª Série,
Preço: € 30,00

O Estado Novo / União Nacional, (discurso do Sr. Doutor Oliveira Salazar)

O Estado Novo / União Nacional, (discurso do Sr. Doutor Oliveira Salazar) / Estatutos da União Nacional / Constituição Política da República Portuguesa / Acto Colonial;




 Imprensa Nacional de Lisboa, 1933, 64 pp., br., agrafado;
Preço: € 15,00

D. Sebastião – Rei de Portugal

D. Sebastião – Rei de Portugal,
Antero de Figueiredo,



Aillaud & Bertrand, 8.ª ed. revista, 1925, 461 pp., br.;
Preço: € 15,00

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Traços do Extremo Oriente

Traços do Extremo Oriente,
Wenceslau de Moraes,


2.ª ed., 1946, Livraria Barateira, 263 páginas, br.;
Preço: 25 €

terça-feira, 18 de abril de 2017

um e o mesmo livro

um e o mesmo livro,
Raul de Carvalho,


Presença, 1.ª ed., 1984, 61 páginas, br.;
Preço: € 15,00

Ensaios da Filosofia para a História

Ensaios da Filosofia para a História,
Alberto Ferreira,


Vértice, 1962, 1.ª ed., 251 pp., br.;
Preço: € 15,00

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Os Sequestrados de Altona

Os Sequestrados de Altona,
Jean-Paul Sartre,


Europa-América, col. três abelhas, 1961,
tradução de António Coimbra Martins, capa de António Domingues,
179 pp., br.;
Preço: € 10,00

FILHAS DO VENTO

René Crevel – FILHAS DO VENTO



Série K, &Etc, 1984, 20 x 16 cm, 47 páginas br.,
Preço: 20,00 €

A Deusa Síria

A Deusa Síria,
Luciano,


Inquérito, Cadernos Culturais, n.º 28, tradução de Lôbo Vilela,
73 pp., br.;
Preço: € 10,00
A Lagôa de Donim: Piscicultura,
PREGO, João da Motta,



Aillaud, Alves & Cia: Francisco Alves & Cia, 1913
Paris – Lisboa – Rio de Janeiro, Bibliotheca dos meus Filhos.
«Illustrações de Teixeira Lopes e João Alves de Sá»
388 pp., ilustrado, 18,2 cm, br.;
Preço: € 20.00

INTEGRALISMO E A REPÚBLICA (O)

INTEGRALISMO E A REPÚBLICA (O) — (1.º vol)
FERRÃO (Carlos).



O INTEGRALISMO E A REPÚBLICA. (Autópsia de um mito). 1.º volume. Inquérito. Lisboa. s.d. 12,5×19 cm. 276-IV págs. B.
Preço: € 15,00

“(…) Como veremos pelo estudo que vai seguir-se. o Integralismo Lusitano, ao entrar ruidosamente na cena política, propôs-se travar um duplo combate: contra a República, implantada quatro anos antes; e contra os partidários e conceitos da monarquia constitucional, abolida a 5 de Outubro de 1910 (…)”.

Do índice: I Parte – As incursões da Galiza e o nascimento do Integralismo; II Parte – Uma cópia textual do modelo francês; III Parte – As conferências sobre a questão Ibérica.

Primeiro de três volumes.

A Fome

A Fome,
José Martins Garcia



Edições Afrodite, 1.ª ed., 1977, 250 pp., br.;
Preço: € 20,00

Alberto Sampaio: Breve notícia da sua Vida e Obra

Alberto Sampaio: Breve notícia da sua Vida e Obra,
CARDOZO, Mário



Edição da Sociedade Martins Sarmento
1959,  31-[1] Páginas br.
Tiragem de 500 exemplares numerados. Ilustrado com um retrato de Alberto Sampaio.
Preço: 10 €

História das Teorias do Cinema (2.º vol)

História das Teorias do Cinema (2.º vol),
Guido Aristarco,






Arcádia, 1963, tradução de Maria Helena Sacadura e Júlio Sacadura,
299 pp., encadernação editorial sem sobrecapa;
Preço: € 12,00

Impressões de Viagem (Cartas a um Jornalista)

Impressões de Viagem (Cartas a um Jornalista), Brito Camacho, 1913, 2.ª ed., Guimarães Editores, 131 páginas, br.; Preço: 30,00 €





1862 – MANUEL DE BRITO CAMACHO nasce no dia 12 de Fevereiro no Monte das Mesas, aldeia de Rio de Moinhos, Aljustrel. 1868 – Estudos primários em Aljustrel 1876 – Estudos secundários no Liceu de Beja. 1880 – Ingressa na Escola Médico Cirúrgica de Lisboa 1884 – Licenciatura em Medicina. Inicia carreira de médico em Torrão. 1891 – Ingressa em 23 de Abril, no Serviço de Saúde do Exército e é colocado em Caçadores 10 como cirurgião ajudante. 1893 – Inicia actividade política como candidato a deputado por Beja nas listas republicanas. Após as eleições sofre processo disciplinar militar por artigo contra a Monarquia, publicado no jornal Nove de Junho. Suspenso por um ano, desce doze lugares na ordenação dos médicos militares (9 de Abril de 1894). Transferido para a 2.ª Divisão Militar, em Viseu e depois transferido para os Açores 1894 – Regressa dos Açores e é colocado em Viseu. Inicia colaboração regular na imprensa. Funda, com Ricardo Pais Gomes e Ribeiro de Sousa, O Intransigente, jornal de crítica política e propaganda republicana 1895 – Em 18 de Abril passou à situação de inactividade temporária sem vencimento, a seu pedido. Termina em Junho a publicação de O Intransigente 1897 – Em 21 de Julho foi demitido do serviço do Exército, a seu pedido. 1902 – Apresenta uma tese de doutoramento em Medicina na Universidade de Paris. Abandona definitivamente a sua prática como médico militar e dedica-se em exclusivo ao jornalismo e à política 1904 – Concorre a professor da Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa 1906 – Funda com outros o jornal A Lucta, periódico republicano (mais tarde órgão oficioso do Partido Unionista) 1908 – Eleito Deputado nas eleições depois do Regicídio 1909 – Toma parte activa na organização das manifestações promovidas pela Junta Liberal dirigida por Miguel Bombarda (de quem Brito Camacho recebeu as últimas indicações revolucionárias, a 3 de Outubro de 1910, quando aquele foi vítima dum atentado) 1910 – Nomeado Ministro do Fomento do Governo Provisório levando a cabo importantes reformas, como a divisão do Instituto Industrial e Comercial de Lisboa e a criação do Instituto Superior Técnico e Instituto Superior de Comércio,. Por decreto deste Governo de 21 de Novembro, foi anulado o castigo que sofrera em 1894 e foi reintegrado no Exército sendo promovido a capitão médico (com antiguidade de 19 de Julho de 1901) 1911 – Volta a ser Ministro após as primeiras eleições republicanas. Subscreve, como Ministro, a Lei da Separação da Igreja do Estado 1912 – Reassume o lugar de director de A Lucta. Após a cisão do Partido Republicano, lidera a sua ala direita que constitui o Partido da União Republicana ou Unionista 1914 – Durante a I Grande Guerra conserva-se afastado dos governos e defende a ideia de que a participação de Portugal deveria ser nas colónias e não em França 1917 – Promovido a Major Médico 1918 – Dá-se a fusão do Partido Unionista com o Partido Evolucionista, levando à criação do Partido Liberal Republicano e Brito Camacho afasta-se da actividade política, abandonando os cargos de liderança partidária. Promovido a Tenente Coronel Médico 1919 – Promovido a Coronel Médico 1920 – Recusa o convite para formar um governo apoiado pelo Partido Liberal Republicano. 1921 – Nomeado Alto Comissário da República em Moçambique. Mantém essas funções até Setembro de 1923, embora tenha regressado no ano anterior 1925 – Sendo Deputado, manifesta aos eleitores a intenção de abandonar a vida política 1926 – Após a Revolução de 28 de Maio, foi obrigado a abandonar a actividade política 1934 – Morre em Lisboa no dia 19 de Setembro.

CANHENHO DUM VAGAMUNDO

JORGE (Ricardo).— CANHENHO DUM VAGAMUNDO. Impressões de viagem. Emprêsa Literária Fluminense, Lda. Lisboa. (1924). 12×19 cm. IX-I-296 págs. B.



“Das peregrinações que se amiudaram nos ultimos vinte anos, motivadas umas por necessidades de saude e distracção, determinadas outras por missões oficiais, fui vertendo de vez em qaundo no papel as fugazes impressões recebidas — reacções varias do espirito e da memoria perante o estimulo da ambiencia estranha (…) No canhenho topam-se os registos do que se passa, se avista e se rocorda — caleidoscopio objectivo e subjectivo de todos os matizes e figuras, sejam de paisagem ou de sensações, de sciencia ou de arte, de historia ou de costumes; (…) Dispersos por colunas dos periódicos, onde receberam por vezes um acolhimento inesperado, estas páginas soltas tentaram a iniciativa do editor, sem a proposição do qual talvez nunca viessem ao lume do livro, onde artigos ineditos e anotações se acrescentaram.

Do índice: Um voo a Londres; De Paris; Da Suissa; De Monaco; Da Catalunha.

Ilustrado com uma caricatura do autor de Livet.

Crónicas de viagem do conceituado médico Ricardo Jorge.

Preço: € 25,00

O Estado Novo / União Nacional,

O Estado Novo / União Nacional,
(discurso do Sr. Doutor Oliveira Salazar) / Estatutos da União Nacional / Constituição Política da República Portuguesa / Acto Colonial;


Imprensa Nacional de Lisboa, 1933, 64 pp., br., agrafado;
Preço: € 15,00

Alexandria… Oran… Dakar…

Alexandria… Oran… Dakar…
Maurício de Oliveira


Parceria A.M. Pereira, 1.ª ed., 1940,
149 pp., br.;
Os incidentes navais Anglo-Franceses após a capitulação da França
€ 12,00

Arquitectura Religiosa do Alto Minho (Igrejas e Capelas do Alto Minho do Séc. XII ao Séc. XVII)

Arquitectura Religiosa do Alto Minho (Igrejas e Capelas do Alto Minho do Séc. XII ao Séc. XVII)
Lourenço Alves,


1.ª ed., Viana do Castelo, 1987;
355 pp., br.;
Preço: € 30,00

A Criptografia Histórica

A Criptografia Histórica,
N. Valdez dos Santos,



Lisboa, 1982, 52 pp + facsimiles,
Preço: € 15,00

Homens da Índia de Quinhentos

Homens da Índia de Quinhentos,
Vieira de Almeida,


Empresa Nacional de Publicidade, Col. História de Portugal,
1955, 117 pp., br.;
Preço: € 15,00

VIDA DE DOM BARTOLOMEU DOS MÁRTIRES (III vols.)

SOUSA (FREI LUIS DE) – VIDA DE DOM BARTOLOMEU DOS MÁRTIRES (III vols.).Com prefácio e notas do Prof. Augusto Reis Machado. Livraria Sá da Costa- Editora. Lisboa.1948. In- 8º 3 volumes. Broch. Preço: 20,00 €


Jacobi Augusti Thuani, // Historiarum sui temporis, // Pars Tertia, //Tomo V.



Jacobi Augusti Thuani, // Historiarum sui temporis, // Pars Tertia, //Tomo V.//, Parisiis,// Apud Ambrosium, & Hieronymum,// 1609, //633 páginas,// encadernação inteira a carneira, brasão dourado nas capas; in 8.º







Preço: 80,00 €

CATÁLOGO GERAL DA PRIMEIRA EXPOSIÇÃO DE «EX-LIBRIS» EM PORTUGAL

CATÁLOGO GERAL DA PRIMEIRA EXPOSIÇÃO DE «EX-LIBRIS» EM PORTUGAL,
efectuada na Imprensa Nacional de Lisboa de 4 a 31 de Outubro de 1927.





Imprensa Nacional de Lisboa. 1930. In-fólio de XII-IV-239-I págs. E. encadernado.
Preço: 115,00 €

JOSÉ MALHOA

JOSÉ MALHOA Humberto Pelágio
Ano:1928, Edição :1.ª


Lisboa Sociedade Nacional de Tipografia In-8º de 77 páginas Brochado
Obra com reproduções de pinturas do artista a cores.
Preço: 25,00 €

COBIÇA DE ANGOLA

SANTOS (ERNESTO MOREIRA DOS) TENENTE – COBIÇA DE ANGOLA.


Combate de Naulila- Seus Heróis e seus inimigos- Memórias.
Guimarães, 1957- In. 4º de 148 págs. Broch.
1.ª ed. Ilustrado
Preço: 30,00 €

Livro de carácter histórico e memorialista da autoria do Tenente Ernesto Moreira dos Santos que tendo sido enviado para o sul de Angola em 1914, tomou parte nos principais acontecimentos que então ali ocorreram, nomeadamente o Combate de Naulila (também conhecido por Desastre de Naulila), onde o Exército português foi derrotado em toda a linha pelas tropas alemãs…

Contém três fotogravuras (sendo uma o retrato do autor) e um mapa.

FUNO. (Guerra em Timor)

BRANDÃO (Carlos Cal).— FUNO. (Guerra em Timor). Edições «Aov». Ano MCMLIII. In-8º de 200 págs. B. encadernado a tecido e a percalina





“(…) Cal Brandão estava há longos anos deportado em Timor. A guerra não escolhe caminhos e foi com toda a violência assentar arraiais em Timor. E Cal Brandão depõe. Escreve singelamente tudo quanto viu. A serenidade que o acompanhou nas horas altas de sofrimento e de luta, de miséria e de heroísmo — é a mesma que dá todo o fundo às suas páginas. Serenamente escreve, escreve como se fora só para si, como se jamais aquelas páginas tivessem de ser lidas por outrem. E sem se lembrar, nem sequer sonhar, que no jeito dos cronistas antigos, deixou páginas que ficarão a fazer parte da História Nacional (…)”.

Obra aqui na sua 5.ª edição, que nos dá o “(…) testemunho vivo das crueldades cometidas contra portugueses em território português (…)”, no decurso da invasão nipónica da ilha de Timor, durante a II Guerra Mundial.

Ilustrado com um retrato de Cal Brandão realizado pelo Dr. Abel Salazar.

Preço: € 20,00

PORTUGAL. A TERRA E O HOMEM

NEMESIO (Vitorino) & MOURAO-FERREIRA (David).— PORTUGAL. A TERRA E O HOMEM. Antologia de textos de escritores dos séculos XIX-XX. (Edição da Fundação Calouste Gulbenkian. (Viseu. 1978-1979). 2 vols. 13,5×20 cm. 288 e XVI-400 págs. B.
Preço: € 30,00



Antologia constituída por dois volumes, o primeiro, em reedição, organizado por Vitorino Nemésio, relativa aos escritores portugueses do século XIX e XX onde pode ler-se na advertência: “(…) Vamos assim ao encontro da curiosidade do lusófilo incipiente, portador de um simples impulso de simpatia por Portugal e talvez de mera imagem criada em acasos de turismo ou num breve contacto com homens ou notícias de cá. este livro cultiva e responde a esse estímulo. Levando longos trechos de grandes escritores da nossa língua, dá através deles alguns quadros essenciais da vida portuguesa: o território, o povo, os costumes, as terras (…)”.

O segundo volume, organizado por David Mourão-Ferreira, respeitante aos escritores do século XX, abre da seguinte forma: “Esta antologia — com que a Fundação Calouste Gulbenkian vem associar-se, em 1979, às comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas — procura constituir uma continuação daquela que o saudoso Professor Vitorino Nemésio organizou em tempos para o então Instituto de Alta Cultura e cuja reedição também a Fundação Calouste Gulbenkian, no último ano, dentro do âmbito de idênticas comemorações, tratou de oportunamente patrocinar. Assim, num espírito de fidelidade a essa outra que lhe serviu de modelo, igualmente esta antologia — como se apontava no pórtico da anterior — ‘fornecer ao mesmo tempo boa literatura e temas objectivamente portugueses’; e igualmente ela pretende — através de ‘alguns quadros essenciais da vida portuguesa: o território, o povo, os costumes, as terras’ — situar o leitor no tecido vivo da língua e no âmago da vida corrente: paixões, ideias, hábitos.’ (…)”.

Alguns dos autores que percorrem as páginas dos volumes: Oliveira Martins, Alexandre Herculano, Cesário Verde, Ramalho Ortigão, Raúl Brandão, Júlio Dinis, António Nobre, Eça de Queiroz, Camilo Castelo Branco, Aquilino Ribeiro, Antero de Figueiredo, Almeida Garrett, Fialho de Almeida, Manuel Teixeira Gomes, Teixeira de Pascoaes, António Sérgio, João de Barros, Jaime Cortesão, Pedro Homem de Mello, Miguel Torga, João Araújo Correia, João Gaspar Simões, Irene Lisboa, Ferreira de Castro, Fernando Pessoa, José Gomes Ferreira, José Rodrigues Migués, Sant’Ana Dioníso, Vitorino Nemésio, entre outros.

Santo António de Lisboa: Lembrança do sétimo centenário da morte do glorioso taumaturgo portugês

Santo António de Lisboa: Lembrança do sétimo centenário da morte do glorioso taumaturgo portugês
Rolim, José




Totalmente Ilustrado, Coimbra Editora, 1931
187 p. : il. ; 28 cm. Exp. com lombada, restaurada, miolo em bom estado de conservação
Preço: € 40,00